Lar de terceira idade em Alvaiázere tem 34 infetados. Câmara ativa Plano de Emergência de Proteção Civil

Há duas semanas a paciente zero do concelho trouxe o vírus depois de ter estado internada no hospital em Coimbra. Autarquia mandou testar todos e soube agora os resultados: 25 idosos e 9 funcionários.

O lar “Solar Dona Maria”, em Maçãs de Dona Maria, no concelho de Alvaiázere, tem 25 idosos infetados pelo novo coronavírus e nove colaboradores também com Covid-19, confirmou esta quarta-feira a autarquia, que também ativou o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil. Só dois idosos e oito funcionários testaram negativo nos testes promovidos pelo próprio concelho num laboratório privado, depois de registado o primeiro caso — uma idosa que foi levada há duas semanas para o Hospital de Coimbra, com uma infeção urinária, e que regressou ao lar com uma infeção respiratória provocada pela Covid-19, ao que o Observador apurou.

O lar “Solar Dona Maria”, em Maçãs de Dona Maria, no concelho de Alvaiázere, tem 25 idosos infetados pelo novo coronavírus e nove colaboradores também com Covid-19, confirmou esta quarta-feira a autarquia, que também ativou o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil. Só dois idosos e oito funcionários testaram negativo nos testes promovidos pelo próprio concelho num laboratório privado, depois de registado o primeiro caso — uma idosa que foi levada há duas semanas para o Hospital de Coimbra, com uma infeção urinária, e que regressou ao lar com uma infeção respiratória provocada pela Covid-19, ao que o Observador apurou.

Segundo apurou o Observador, os resultados dos testes foram comunicados aos pacientes na tarde de segunda-feira, pelas 14h00, mas 24 horas depois a câmara ainda não tinha sido informada. E o lar continuava a funcionar normalmente, apenas com algumas funcionárias infetadas em casa de quarentena. “Não sabemos de nada. É um lar privado e fomos nós que tomámos a iniciativa de os testar num laboratório privado. Agora aguardamos orientações da delegada de Saúde”, disse na terça-feira ao Observador a presidente da Câmara de Alvaiázere. A autarca referiu ainda que a vítima mortal, a quem fora diagnosticado o vírus, tinha já uma situação de saúde frágil que a Covid-19 veio agravar, mas que poderia não ter sido a causa de morte.

A Delegação Regional de Saúde do Centro não atendeu o telefone ao Observador nem respondeu ao e-mail.

Esta quarta-feira, no entanto, a autarquia anunciou em comunicado no seu site que iria ativar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil “depois de se detetar uma infeção generalizada no lar “Solar Dona Maria”, no lugar de Carvalhal, freguesia de Maçãs de Dona Maria, “diagnosticada após os resultados dos testes promovidos pela autarquia, na passada sexta-feira, e cujos resultados foram remetidos para as autoridades de saúde”.

Segundo os dados da autarquia, dos 44 testes efetuados a utentes e colaboradores da instituição, concluíu-se “a infeção de 25 idosos (registando-se que apenas 2 apresentaram testes negativos), e de 9 colaboradores infetados com Covid-19, de um total de 17”.

Consciente de que este surto trará “impactos inevitáveis”, a autarquia já garantiu a prestação de serviços de enfermagem, para assegurar os devidos cuidados aos utentes da instituição; equipamento de proteção individual a todos os profissionais da instituição; e promoveu o fornecimento de refeições. A câmara conseguiu ainda alojamento para os utentes e profissionais e promoveu “a instalação de um hospital de campanha instalado no Pavilhão Desportivo de Alvaiázere, com 30 camas, 20 das quais articuladas, com condições de conforto e salubridade”.

Apesar de o número de infetados no concelho somar agora mais 34 infetados, esta quarta-feira, no entanto, no boletim estatístico da Direção Geral da Saúde estão apenas confirmados no concelho de Alvaiázere cinco casos.

 

Comunicado à Imprensa

 

Câmara Municipal de Alvaiázere
Praça do Município
3250-100 Alvaiázere
Tel: 236 650 600
Fax: 236 650 605

COVID-19 NO CONCELHO DE ALVAIÁZERE – ATUALIZAÇÃO (2º comunicado)

Na sequência do surto epidémico de Covid-19 detetado no lar “Solar Dona Maria”, em Carvalhal, freguesia de Maçãs de Dona Maria, em que se diagnosticou a infecção por Covid-19 em 25 dos 27 utentes internados naquela entidade, e em 9 de 17 colaboradores, foram tomadas as seguintes diligências conjuntas, entre a autoridade de saúde local, o Centro Distrital de Leiria do Instituto da Segurança Social, I.P. e o Município de Alvaiázere, com vista a compatibilizar a prestação de todos os cuidados aos utentes da referida entidade, com a imprescindível contenção da propagação da doença. Assim:

  • Tendo em conta que, do ponto de vista clínico, todos os utentes encontram-se, actualmente, assintomáticos, e em vigilância médica e de enfermagem, foi tomada a decisão de se proceder à manutenção de todos os utentes na entidade, com o isolamento dos dois idosos que não revelaram testes positivos;
  • Os colaboradores infetados encontram-se em isolamento domiciliário desde que se conheceram os resultados, estando todos os cidadãos que contactaram com esses profissionais a serem identificados pela autoridade de saúde;
  • O serviço médico e de enfermagem estão também assegurados;
  • Neste momento, está a proceder-se à contratação de pessoal para a prestação de cuidados, em articulação com o Instituto do Emprego e da Formação Profissional, bem como o recurso a bolsas de voluntariado, de modo a colmatar os recursos humanos que se encontram em quarentena e reforçar as equipas em serviço;
  • De momento, procedeu-se, em conjunto com a entidade, a uma reorganização interna dos recursos humanos que não se encontram infetados, de forma a alocá-los, integralmente, à prestação de cuidados diretos aos utentes do lar, salvaguardadas todas as medidas de protecção individual. Neste sentido, os serviços de alimentação e de lavandaria passaram a ser assegurados por entidades externas;
  • As famílias dos utentes estão a ser contactadas pela Segurança Social, de modo a prestar todos os esclarecimentos.

Mais se esclarece que aos 27 utentes que se encontram actualmente na entidade, acrescem outros dois idosos internados nos Hospitais da Universidade de Coimbra, com Covid-19. Há ainda a lamentar o falecimento de um outro idoso, na passada sexta-feira, que também estava diagnosticado com a doença.

Do ponto de vista técnico e do bem-estar de todos os idosos, quer física, quer emocionalmente, as medidas elencadas revelam-se as mais adequadas, em face das circunstâncias atuais, sendo as mesmas permanentemente analisadas, de forma a serem ajustadas a eventuais alterações que se venham a verificar, e sempre tendo em vista a salvaguarda da saúde dos utentes e dos respectivos profissionais.

 

Alvaiázere, 1 de abril de 2020.

Outros artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close