Protótipo de estação para comunicação de dados via satélite instalado em Fajão

A ATLAR Innovation, empresa especializada no desenvolvimento de plataformas de computação avançada e de ferramentas de monitorização inteligentes, relacionadas com a operação e controlo de radares e telescópios, instalou, junto à sua sede, na Aldeia do Xisto de Fajão, em Pampilhosa da Serra, uma estação para comunicação de dados e informação via satélite.

De acordo com Domingos Barbosa, investigador do Instituto de Telecomunicações de Aveiro, trata-se de um protótipo “made in Portugal”, através do qual é possível “comunicar com operadores de satélites de órbita baixa, em canais seguros e encriptados”, ou com astronautas da estação espacial internacional sempre que a sua órbita cruza o território.

O protótipo é o “primeiro produto nacional nesta área”, sendo que o intuito passa por “internacionalizar o país” no mercado das comunicações espaciais, particularmente no nicho da “comunicação de satélite em órbitas baixas” que, tal como assegurou Domingos Barbosa, “vai ter cerca de 50 a 100 mil satélites em órbita nos próximos 20 anos”.

Justificando a escolha do local para a instalação deste protótipo, o investigador considerou que Pampilhosa da Serra é “excelente para validar estes conceitos”, porque associa a reduzida poluição luminosa à escassa interferência de ondas de rádio, tendo por isso locais de eleição para “radiocomunicações”.

Recorde-se que a ATLAR fixou a sua sede na aldeia de Fajão em julho do ano passado. Domingos Barbosa, considera que a empresa fundada com o apoio do Instituto de Telecomunicação de Aveiro, “está muito satisfeita com as condições que lhe foram propiciadas e, sobretudo, com o sítio que é onde se pode claramente criar um laboratório experimental para o futuro”.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ver também

Close
Back to top button
Close
Close