Padre de Pedrógão Grande fotografado em roupa interior muda de religião

Júlio Santos foi afastado depois de publicar uma foto sua em cuecas numa cama de hotel

Júlio Santos, o padre de 58 anos, tomou no passado dia 15, posse em Castanheira de Pêra como padre da Igreja Vetero Católica o padre Júlio Santos, antigo padre de Pedrógão Grande, afastado de funções pela diocese de Coimbra, depois de ter publicado no Facebook uma fotografia onde surge descontraído, deitado numa cama, apenas de cuecas e de meias.

Júlio Santos, “Fui suspenso, e não pondo em causa as Leis do Direito Canónico, mas não consigo viver sem a eucaristia e sem a proximidade com as pessoas”, disse o sacerdote em declarações.

“Como Coimbra não me deixa exercer, resolvi continuar a minha missão na Igreja Vetero Católica e tomar posse nos novos cargos no dia dedicado à Nossa Mãe do Céu”, acrescentou.

A Igreja onde Júlio Santos vai agora exercer é “uma Igreja que não é composta por paróquias, mas que forma comunidades e tem apenas umas pequenas diferenças com a Igreja Católica”.

O padre deixa a diocese de Coimbra sem informar formalmente o seu bispo.

“Não devo obediência ao bispo de Coimbra, nem tenho que o informar de nada porque foi ele que me pôs de lado”, defendeu.

Recorde-se que em junho, o padre Júlio Santos confessou que a fotografia em roupa interior foi tirada num hotel, no Porto, durante um “encontro casual” por uma mulher que descreveu como “uma serpente tentadora”.

O padre de Pedrógão Grande, explicou que a publicação da imagem na sua conta de Facebook foi “um descuido” cometido enquanto trocava mensagens. O padre descreve-se ainda como “um maroto […] sem maldade”. Contudo, não se mostrou preocupado, uma vez que não cometeu “qualquer crime”.

Outros artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close