Sertã – Presidente assinalou início de ano lectivo com visitas às escolas do concelho

Carlos Miranda, Presidente da Camara Municipal da Sertã, assinalou o início do ano lectivo com visitas à Escola Secundária da Sertã, Escola Tecnológica e Profissional da Sertã e Instituto Vaz Serra em Cernache do Bonjardim. Na passada sexta-feira, 15 de setembro, o autarca visitou a Escola Secundária da Sertã, que neste início de ano lectivo regista o regresso das aulas àquele edifício após anos de trabalhos de requalificação. Para além da construção de dois blocos de betão (na zona nascente e na zona central) para reforço estrutural do edifício, também o antigo pavilhão foi demolido e reconstruído e foi construído um campo de jogos com cobertura. Durante a visita, José Carlos Fernandes, Diretor do Agrupamento de Escolas da Sertã, visivelmente satisfeito por regressar “a casa”, destacou as melhorias decorrentes das obras, sublinhando que a “fragilidade do edifício foi transformada em força”.

Carlos Miranda mostrou-se “bastante agradado por finalmente termos as aulas novamente neste edifício da Escola Secundária da Sertã”. “Não poderia deixar de assinalar o início do novo ano lectivo e quis fazê-lo neste espaço precisamente para registar que, ao fim de tantos anos e tantas dificuldades, temos finalmente a Escola Secundária da Sertã a funcionar, que tanta falta tem feito à nossa comunidade. Do ponto de vista estrutural, o edifício está mais do que preparado, o reforço foi bastante significativo, tratando-se agora de um edifício, do ponto de vista de riscos sísmicos, absolutamente seguro”, acrescentou o autarca. Para além do reforço estrutural, Carlos Miranda destacou também “outros melhoramentos que vão permitir aos alunos melhores condições de ensino e aprendizagem, (…) como as salas e equipamentos, que fazem com que este edifício tenha todas as condições para que possamos ter aqui um excelente ambiente e os alunos possam ter excelentes resultados.”. O autarca relembrou que as obras decorreram em duas fases, num investimento considerável totalizando cerca de 3 milhões de euros.

Relativamente à antiga residência de estudantes, que albergou temporariamente as aulas, “a minha intenção é que seja finalmente uma residência”, referiu o Presidente da Câmara, deixando nota de que “temos que ver os meios financeiros que temos e avaliar juntamente com a quantidade de obras e projetos que queremos concretizar no concelho, para avaliar quando será a melhor oportunidade para intervencionar a residência”. José Carlos Fernandes referiu que há a necessidade de melhorar outros espaços da escola que não foram abrangidos, nomeadamente “o interior das salas de electricidade”, estando a aguardar o surgimento de programas de financiamento.

No que diz respeito ao número de alunos, Carlos Miranda destacou o aumento registando no ano anterior e novamente neste ano, tendo-se invertido a “tendência dos últimos 30 anos que era a perda progressiva de alunos. Este ano o Agrupamento de Escolas da Sertã já tem mais 70 alunos do que no ano passado, e provavelmente esta tendência de subida irá continuar”. O autarca explicou este aumento pela fixação da comunidade migrante que traz novos alunos para as escolas, assim como “alunos de outros concelhos que vêm à Sertã à procura desta resposta de qualidade que aqui temos” e casais jovens que regressam às suas origens. Para além do Agrupamento de Escolas da Sertã, Carlos Miranda sublinhou o bom funcionamento e crescimento de outras escolas do concelho, destacando o Instituto Vaz Serra e a Escola Tecnológica da Sertã, “fazendo com que a Sertã se afirme cada vez mais como um grande centro educativo na região”.

Já na segunda-feira, dia 18 de setembro, Carlos Miranda visitou a Escola Tecnológica e Profissional da Sertã e o Instituto Vaz Serra em Cernache do Bonjardim. O autarca aproveitou a visita para formular votos de um “excelente ano lectivo a toda a comunidade educativa do concelho, nomeadamente do Agrupamento de Escolas da Sertã, Escola Tecnológica e Profissional da Sertã e Instituto Vaz Serra. Que consigamos ultrapassar as dificuldades e consolidar cada vez mais um ensino de excelência no concelho”, finalizou.

Outros artigos

Deixe um comentário

Ver também

Close
Back to top button
Close
Close